UA-190766377-1
 

O QUE UM BACHAREL EM DIREITO PODE FAZER ?



EXAME DA OAB

O Exame da OAB é uma etapa de suma importância para quem pretende seguir uma carreira na área jurídica. Principalmente se pretende passar pelo estagio probatório de advogar durante o período de 03 (três) anos, que alguns editais de concursos exigem.


Porém, caso muitos não saibam, existem algumas possibilidades de trabalhos, serviços e profissões que podem ser exercidas, por quem ainda não logrou êxito no Exame da Ordem, e já esta com seu diploma de bacharel na mão, ou até mesmo, por quem não tem intenção alguma de realizar a prova.


Confira comigo o que o bacharel em direito pode fazer sem a carteira da OAB:


Assistente jurídico


Quem ainda não conseguiu a tão sonhada carteira da OAB, mas gostaria de já ir pegando a prática de como o negócio funciona, pode trabalhar em um escritório de advocacia, como assistente jurídico. Seria uma espécie de estagio intensivo, e talvez até ajude o bacharel a passar no Exame.

A sua função é a de auxiliar advogados na elaboração de documentos, assistência em audiências, busca por jurisprudência, além da rotina de escritório e ainda outros serviços externos, o que acaba fazendo com que o bacharel se habitue com o dia a dia da profissão. AVISO: Mesmo já sendo bacharel, é vedado se apresentar aos clientes como advogado. Além de ser antiético, esta ato vai contra o Estatuto do Advogado, podendo ainda o bacharel correr o risco de nem entrar para a Ordem dos Advogados do Brasil.


Correspondente jurídico


Bem parecida com a função de Assistente Jurídico, o correspondente jurídico tem como ofício auxiliar advogados, porém, neste caso em questões administrativas ou diligencias. ele basicamente vai, tirar cópias, fazer diligências em fóruns, delegacias, cartórios, autarquias, e encaminhar estes documentos ou processos para outras cidades, seja por correio, e-mail ou de forma virtual, dependendo de como o escritório trabalha.


Trabalhar como correspondente pode além de enriquecer o seu networking, o que será muito útil no futuro, ajudará você a ficar craque quando exercer a advocacia.


Concursos públicos


Para quem procura estabilidade no direito os concursos públicos são um ótima opção. Muitos destes concursos não exigem a aprovação na OAB. Por Exemplo: os concursos da Polícia Militar, auditoria da Receita Federal, procuradoria (alguns estados), dentre outros. Também existem concursos para o nível superior, em que não é preciso a carteira da OAB e somente o diploma em direito, especificamente. Entre estes, temos cargos na prefeitura, de auditoria ou cargos técnicos.


Carreira acadêmica


Para ser professor e seguir na carreira acadêmica, por exemplo, não é obrigatório passar pelo Exame da Ordem. Porém, hoje em dia algumas faculdades, exigem que se tenha além das especializações, mestrados e doutorados a carteira da OAB. Tudo depende da Faculdade neste caso, não sendo obrigatório em muitas.


Porém como a vivencia e prática em algumas matérias é muito importante, seria necessário ter passado por esta experiência ou teremos apenas uma visão de mundo para se passar aos alunos.


A importância do Exame da Ordem


Por mais que muitos critiquem o Exame da OAB, para que um bacharel em direito possa exercer a profissão de Advogado ele deve se submeter ao Exame, mesmo nos EUA, e países da Europa isto ocorre, e as reclamações sobre a dificuldade são as mesmas.


Portanto, para ser advogado a aprovação na prova da OAB é necessária, seria como tirar uma carteira de motorista, o básico é pedido na prova, porém ela requer técnicas de estudo e dedicação, não tem como a pessoa sair todo final de semana e achar que vai passar na prova da OAB, ele precisa estudar.


A própria OAB é responsável, por organizar o Exame de Ordem, justamente para certificar que profissionais qualificados chegarão ao mercado de trabalho. Além disto, ao ser aprovado no Exame da OAB, o bacharel se torna Advogado, após a cerimonia de posse, e passa a ser parte integrante da Ordem dos Advogados do Brasil.

Que é o órgão responsável por regulamentar a profissão de advogado no país, além de constantemente reivindicar direitos e deveres relacionados à área jurídica e ainda de interesses públicos.


Sobre o Autor


Dr. Monteiro. Advogado, Professor, Mentor, Cientista Político, Especialista em Direito Público c/ Ênfase em Gestão, Especialista em Direito Eleitoral, Mestre em Direito das Relações Internacionais, Ex-Presidente da Comissão de Relações Internacionais da OAB/AM, atuando ainda nos órgãos federais e outras entidades da administração pública direta e indireta, formado em Administração e Direito, busca sempre aperfeiçoamento em suas áreas, conhece bem as dificuldades do empresariado e da população, por isto tem um notório conhecimento como consultor jurídico, administrativo e financeiro, tendo sido ainda gerente bancário por 05 (cinco) anos, bem como é Autor de diversas Obras Jurídicas.

6 visualizações0 comentário