UA-190766377-1
top of page

CNJ ordena que tribunais retomem audiências de custódia presenciais


CNJ ordena que tribunais retomem audiências de custódia presenciais

Devido ao fim do período de emergência causado pela epidemia de Covid-19, o Conselho Nacional de Justiça ordenou que todos os Tribunais de Justiça e Tribunais Regionais Federais regulamentem, em até 30 dias, a retomada das audiências de custódias presenciais. A decisão é de 14 de setembro.


O conselheiro do Mauro Pereira Martins aceitou pedido do Departamento de Monitoramento e Fiscalização do Sistema Carcerário e do Sistema de Execução de Medidas Socioeducativas (DMF). O órgão apontou a ilegalidade de portaria do Tribunal de Justiça do Distrito Federal que regulamentou as audiências de custódia virtuais quando a corte vem retomando todas as atividades presenciais. Além disso, destacou que a portaria do Tribunal de Justiça de Mato Grosso que determina o retorno integral das atividades presenciais nada disse sobre as audiências de custódia.


Dessa maneira, o DMF argumentou que o TJ-DF e o TJ-MT estavam descumprindo a Resolução CNJ 213/2015, que regulamenta as audiências de custódia. E os tribunais, de acordo com o departamento, não estão respaldados pela Resolução CNJ 329/2020, pois não estão autorizadas as audiências de custódia virtuais após a superação do quadro de crise sanitária e estabelecido o retorno das atividades presenciais.


O DMF também citou a decisão do ministro do Supremo Tribunal Federal Nunes Marques que autorizou audiências de custódia por videoconferência enquanto perdurasse a epidemia da Covid-19 (ADI 6.841). A instituição ressaltou que a permissão foi condicionada ao período de crise sanitária decorrente do corona vírus.


Além de ordenar que os tribunais regulamentem a retomada das audiências de custódia presenciais, Mauro Pereira Martins também ordenou que seja elaborada proposta de revogação do artigo 19 da Resolução CNJ 329/2020, que permitiu procedimentos virtuais durante a epidemia.


Clique aqui para ler o despacho

Por Sérgio Rodas Fonte: Conjur


 

Dr. Monteiro. Advogado, Professor, Mentor, Cientista Político, Especialista em Direito Público c/ Ênfase em Gestão, Especialista em Direito Eleitoral, Mestre em Direito das Relações Internacionais, Presidente da Comissão de Prática Jurídica da OAB/AM, atuando ainda nos órgãos federais e outras entidades da administração pública direta e indireta, formado em Administração e Direito, busca sempre aperfeiçoamento em suas áreas, conhece bem as dificuldades do empresariado e da população, por isto tem um notório conhecimento como consultor jurídico, administrativo e financeiro, tendo sido ainda gerente bancário por 05 (cinco) anos, bem como é Autor de diversas Obras Jurídicas.


Áreas de Atuação Jurídica

Direito Internacional, Eleitoral, Criminal, Empresarial, Administrativo, Bancário, Cível e Previdenciário.

 


Adquira nossos Livros:






Confira nossas Redes sociais:





1 visualização0 comentário
bottom of page