UA-190766377-1
 

Sem perceber áudio ligado, promotora chama advogados de “bostas” durante audiência virtual



São bostas estes advogados”, foi essa frase nada amigável usada por uma promotora durante audiência virtual na comarca de Guarapuava, após discussão com os advogados. (Veja o vídeo no final da matéria).


A audiência ocorreu em 08/02/2022, em processo judicial da 3ª Vara Criminal de Guarapuava e após os fatos, de imediato os advogados presentes pediram para que a postura da promotora fosse registrada em ata e enviada para a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB). Apesar dos fatos terem ocorrido no dia 08, a situação só veio a público em diversos portais de notícias jurídicas e redes sociais, nesta sexta feira (11).


Em nota divulgada de repudio divulgada nesta sexta (11), a OAB Guarapuava afirmou que , adotará as medidas necessárias para que ocorra, com o devido processo legal e com ampla defesa, a apuração rigorosa da conduta da promotora.


CONFIRA A NOTA DE REPÚDIO NA INTEGRA


"A Ordem dos Advogados do Brasil – Subseção de Guarapuava, através da sua Diretoria, REPUDIA a conduta da Sra. Promotora de Justiça DUNIA SERPA RAMPAZZO que durante a audiência ocorrida em 08/02/2022, em processo judicial da 3ª Vara Criminal de Guarapuava afirmou, de forma absurda e desrespeitosa, que “são bosta esses advogados [SIC]”, causando completa perplexidade na comunidade jurídica local.


A gravidade dos fatos, com a sua publicação da matéria – com áudio e vídeo – em âmbito nacional em diversos portais de notícias jurídicas e redes sociais, reforça a necessidade do presente repúdio, uma vez que a Sra. Promotora de Justiça, pela própria atividade que desempenha em prol da sociedade, deveria ser a primeira a defender a atuação do profissional da advocacia para a realização da ampla defesa e do contraditório.

A Ordem dos Advogados do Brasil, Subseção de Guarapuava, adotará as medidas necessárias para que ocorra, com o devido processo legal e com ampla defesa, a apuração rigorosa da conduta da referida representante do respeitável Ministério Público do Paraná.


O desagravo aos advogados atingidos pelas ofensas ocorridas na referida audiência serão realizadas no âmbito da Câmara de Defesa das Prerrogativas da OAB-PR.


A atuação independente do advogado e da advogada deve ser garantida por todos aqueles que têm na sua atuação profissional o respeito ao Estado Democrático de Direito e a luta pela boa aplicação das leis".


Guarapuava, 11 de fevereiro de 2022.


A DIRETORIA

OAB GUARAPUAVA



Fonte: www.gmaisnoticias.com



1 visualização0 comentário